Contagem regressiva

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Homenagens para Maria Inês Simões Barbosa



Homenagens para Maria Inês Simões Barbosa

Maria Inês Simões Barbosa foi a minha mestre na AEPTI o pouco do meu conhecimento e dos trabalhos que participei foram pelos seus ensinamentos. A alegria em promover os concursos: literários e desenho Infanto-Juvenil, Educação para Jovens e Adultos - EJA, literário com o Jornal de Itatiba, incentivo a artistas plásticos e músicos, orientar escritores a concretizar o sonho de seus escritos editados. Participante nas feiras locais e em outras cidades em prol da leitura e dos trabalhos da AEPTI.

Particularmente nosso convívio foi de aprendizado.No final de outubro trocávamos mensagens diversas vezes ao dia, visto que estava impedida de balbuciar palavras.Não esquecerei a manhã do dia 02 p.p. cheguei em sua residência para deixar o convite e, para minha surpresa, seu esposo abriu o portão dizendo que Maria Inês queria falar comigo. Ela veio ao meu encontro. disse-lhe porque levantou? Você irá cansar... ´Recebí seu caloroso abraço, emocionada disse-me minha menina... minha filha...gosto muito de você, ainda bem que a conheci e pude desfrutar de seu convívio. Ao mesmo tempo também emocionada falei que ela era especial, amiga de todas as horas. Que a vitória seria nossa. Seu esposo, Dorival, emocionado abraçou-me dizendo seja o que Deus quiser.. Concluí - Fé, esperança, confiança em Deus e Nossa Senhora. Já estou com saudade.
Trocamos a última mensagem no dia 15.
Não imaginei que aquela manhã era de despedida terrena. Aquele abraço, as palavras carinhosas... lembrança que ficará comigo para sempre. 
Descanse em paz, amiga! Até....




COLUNA RECEBEMOS DO JORNAL DE ITATIBA DIÁRIO, SÁBADO 28 DE NOVEMBRO DE 2015.
ITATIBA ESTÁ DE LUTO
            Uma tarja preta no braço de todos os itatibenses seria uma homenagem insignificante para esse exemplo de pessoa que foi MARIA INÊS SIMÕES BARBOSA.
Possuidora de uma grandeza de caráter dificilmente se encontra, a mão estendida a que dela precisasse, o sorriso espontâneo e contagiante, a alegria de viver, a inteligência incomum, a bondade manifestada em todos os momentos, tudo isso é pouco para externarmos o porquê da nossa tristeza.
            O coração de todos nós está chorando.
            Sabemos, porém, que você nunca abandonará seus amigos aqui de baixo; você continuará iluminando a mente dos aeptianos para que esta Associação continue crescendo cada vez mais, como sempre foi o seu desejo.
            Por você ter sido quem foi, só podemos agradecer a Deus por tê-la conhecido e convivido durante seu tempo de permanência por aqui.
            AEPTI
                                               Rosa-Maria Ferraz Sangiorgi
                                            Rosa-mariasangiorgi@ig.com.br


COLUNA RECEBEMOS JORNAL DE ITATIBA DIÁRIO, DOMINGO 29 DE NOVEMBRO DE 2015
BALANÇO DO ÚLTIMO EVENTO

            Oi querida Maria Inês...
            Como fazemos sempre um balanço após um evento vamos falar sobre o evento do dia 24/11/2015.
            Você estava linda! Serena, feliz, consciente do dever cumprido.
            As flores estavam maravilhosas, você não achou? Próprias para a ocasião e distribuídas por todo o salão. Oferendas das famílias que você conquistou ao longo da vida.
            Os amigos do coral deram um show, cantaram as músicas que você gostava, foi muito emocionante, eu me desmanchei em lágrimas, solucei até e acho que vi uma escorrendo pelo canto do seu olho. Você ouviu as palavras do maestro? Quantas verdades ele mostrou. Achei tão lindo que quero repetir para não esquecer, mas você sabe, não na mesma ordem, porque  depois dos sessenta a memória não é mais aquela:
            Os apressados, plantam flores que crescem e florescem rapidamente, os mais persistentes plantam árvores e você minha querida plantou ideias, cultura, livros, que são imortais.
            Você notou como estava lotado? Todas as pessoas que você cativou com o seu sorriso largo e suas palavras calmas. Numa pequena distração sua, o Dorival transmitiu a todos da AEPTI as suas vontades e voltou rapidinho para o seu lado. Ele é muito amoroso e atencioso. Vamos cuidar dele com carinho.
            Os membros da AEPTI estavam na sua maioria lá, juntos, como em  todos os outros eventos e o vice-presidente falou merecidamente de sua pessoa. Você viu todos nós de mãos dadas em sua volta lhe mostrando que estaremos sempre unidos, como sempre quis pelo bem da associação. O padre também deixou uma mensagem linda.
            Um membro dos Seresteiros deu-lhe de presente, uma camiseta do grupo que você curtia tanto. Achei tão lindo da parte deles. Chorei muito, todos nós choramos, foi um evento emocionante. Só não tenho fotos, você iria querer, como sempre quis em outras ocasiões, mas, sabe como é, não é muito normal e se eu fizesse a sua vontade, penso que muitos não compreenderiam, então achei melhor deixar que cada pessoa gravasse na mente e com certeza não esqueceremos jamais.
            Numa antologia escrevi um texto sobre nossas atuações na vida, onde cada um tem que fazer o melhor e você minha amiga querida, cumpriu o seu papel como foi designado, deixou para a história desta cidade sua dedicação, sua competência, sua vida como obra prima.
            Na sua derradeira apresentação, quando a cortina da vida desceu definitivamente, você foi perfeita, como sempre, inesquecível.
            Já sinto saudades e só em saber que este será nosso último balanço juntas, choro por ter perdido minha mentora, minha amiga e companheira de organizações.

Neide Maria Gotardo Nallin
Membro da AEPTI
neide.nallin@gmail.com



COLUNA RECEBEMOS JORNAL DE ITATIBA DIÁRIO, DOMINGO 06 DE DEZEMBRO DE 2015

HOMENAGEM – MARIA INÊS SIMÕES BARBOSA

            “(...) Chega mais perto e contempla as palavras
            cada uma tem mil faces secretas sob a face neutra
            e te pergunta sem interesse
            pela resposta pobre ou terrível que lhes deres
          trouxeste a chave?”
                                               (Carlos Drumond de Andrade)

            Obrigada Maria Inês, por ter nos permitido participar das antologias anuais promovidas pela Aepti, tão bem conduzidas por você e todo um grupo de pessoas que detém um olhar especial para a arte, representada sob qualquer forma.
            Seu inconfundível sorriso, a espontaneidade e satisfação demonstrada a cada antologia lançada, deixará saudade.
            Obrigado, por ter sempre nos incentivado, sobretudo na sua maneira cativante de receber cada trabalho, como se fossemos nós grandes imortais da nossa literatura.
            A “chave” específica da manifestação pessoal de cada um encontrou sempre a “fechadura” que a encaixava e ‘abria’ as portas para mostrarmos e deixarmos a marca tanto das palavras escritas sob a forma de crônica, contos, poesias, quanto das telas, fotos e artesanato.
            Na próxima Antologia – Encontros XX – haverá a ausência de mais um membro que foi para a Casa do Pai, certamente formarão lá nova organização, mas que ficará entre nós imortalizada para sempre.
            De coração,
            Da participante e amiga morungabense:
                                                                      
 Bernadete Meneguim Flaibam
 


Um comentário:

vera de angelis disse...

Emocionante, lindo e verdadeiro. Eu que não presenciei essas homenagens mais uma vez fiquei triste por não estar lá de mãos dadas com pessoal da aepti, apesar de ter herdado de Maria Inês a força e a sensibilidade. Que ela continue nos inspirando e abençoando.